24/03/2016

Não se Iluda!

Oi pessoal! Meu nome é Luanna, mais conhecida como Luh Guedes. Sou formada em Análise de Sistemas, trabalho como Social Media e amo escrever sobre relacionamento e comportamento. Sou autora do Devaneios de Uma Camaleoa, que está atualmente parado e do luhguedes.com, onde faço artigos sobre Mídias Sociais. A partir de hoje, a convite da Carlinha, farei meus devaneios aqui para vocês, sobre comportamento e relacionamento. O primeiro devaneio é sobre relacionamento e essa mania que nós, mulheres, temos de nos iludir, espero que gostem! 

Não se Iluda! 
Sou de uma geração de mulheres que é apaixonada e ama namorar, mas também de uma geração que escolhe e teima em errar. Sabe aquele boy magia, que quando você sai a primeira vez e tudo acontece lindamente, mas você escuta uma vozinha falando “sai fora, vai dar merda!” e você coloca um tampão no ouvido para não escutar? Então, isso faz parte dessa nossa geração.

Uns acham que é carência, outros chamam de burrice e eu, bom, eu prefiro acreditar que somos uma geração que teima em acreditar no amor e no ser humano e com isso, continuamos a insistir nesses deliciosos erros.

Talvez tenhamos que aprender a separar o sexo do sentimento, coisas que os homens fazem muito bem. Esses erros são deliciosos, tem o beijo magnífico, a pegada perfeita, são cheirosos e cavalheiros e com esse tanto de qualidade, preferimos fechar os olhos para os defeitos. Assim fica mais fácil insistir nessas delícias nesses erros.

Se eu fosse PHd em relacionamento, não estaria solteira, mas como os melhores conselhos vêm dos erros (e esses eu cometi com louvor), vou falar algumas coisas para vocês mulheres, que teimam nesse tipo de relacionamento que nos fazem tanto mal. É como querer emagrecer comendo um brigadeiro de nutella todos os dias. Amiga, essa combinação não funciona. Ou você tem uma vida saudável e fica com o corpinho escultural ou assume sua celulite, barriguinha, fofura em excesso e continua comendo seu delicioso chocolate diariamente.

Primeiro conselho, se ele falar que não quer nada sério, ele está falando sério! Ele não quer e dificilmente (para não falar nunca) ele vai voltar atrás. Então não fique se iludindo, achando que porque o sexo é gostoso, ele te dá atenção de vez em quando, demonstra preocupação, carinho e é uma delícia quando vocês estão juntos, que ele vai mudar de ideia, PORQUE NÃO VAI. E outra, quando ele fala que não quer nada sério com você, pode ser apenas com você. Então não se assuste se depois de um tempo ou uma breve sumida ele aparecer namorando outra mulher. Se isso acontecer, não vale ficar com raiva, pois ele não te iludiu, VOCÊ se iludiu.
Segundo conselho: não existe essa coisa de que você é a mulher certa na hora errada. Se ele falar isso, traduza para: “adoro ficar com você, mas namorar não rola”. Não existe essa coisa de hora certa, o que existe é vontade de ficar junto, de acordar junto, de compartilhar a vida a dois. Chega um momento que o cara quer ou não quer e essa coisa de hora certa é uma maneira doce (só que não) de ele dizer que não quer namorar com você, mas rola um sexo gostoso de vez em quando. E se rolar sexo, não quer dizer que ele mudou de ideia, ele só gosta de transar com você. Simples assim!

Falando em sexo de vez em quando, vamos ao terceiro ponto: não pode rolar sentimento com PA, transante ou seja lá o nome que você dá para o sexo casual. Nós mulheres somos movidas a sentimento, temos atração física e conseguimos sim ficar sem estar apaixonada, mas para o jogo virar e nos apaixonarmos, é um pulo.

Sexo casual tem que ser casual, uma coisa aleatória, não pode ter muito contato ou troca de fofurices, pois é assim que você vai se fuder e não é no bom sentido (me desculpem as palavras, mas só assim a gente entende). Aí você me fala: “Ah, tinha um PA que virou namorado” e eu te respondo: “Que linda exceção.”, porque na maioria das vezes o que acontece, o sexo é bom e ele começa a ser frequente e com o aumento da frequência o contato começa a ser maior e com isso aumenta o grau de intimidade e por fim vem a paixonite. O final disso? Na maioria das vezes perdemos o PA e ganhamos um coração partido.

Conclusão: Queremos tanto ter alguém, que nos iludimos. Ninguém nos ilude, nós nos iludimos e culpamos o outro. Tem uma frase do filme “As vantagens de ser Invisível” que eu gosto muito: “Cada um tem o amor que acha que merece”. Então entenda que você merece mais, muito mais do que esses caras podem oferecer. 

Você merece um boy que ame acordar com você descabelada ao lado, que leve café na manhã cama, que te dê chocolate na TPM (isso é um requisito essencial), que sempre arruma um horário na agenda para ficar com você, nem que seja dez minutos. Se o cara não fizer nada disso, não se iluda, termine esse capítulo e comece a escrever uma outra história. Enquanto estivermos disponíveis para quem não vale a pena, perderemos a oportunidade de conhecer alguém que valha milhares de noites maldormidas. E essas não são de choro, são da mais gostosa alegria!

2 comentários

Agradeço imensamente pelos comentários.
Posso demorar,mas respondo!!! Obrigada pelo carinho♥

Layout criado por : Paloma Martins . Trem Chique © Todos os direitos reservados. 2016
© Trem Chique
Maira Gall